Matérias / Coleção 2018 / Nada, de Carmen Laforet / TAG Curadoria

Bastidores: Veja como foi a produção do livro “Rua Aribau”

Share this post

Em novembro publicamos, em parceria com o Papel Pólen, nosso primeiro livro independente: a antologia poética Rua Aribau. Ela faz parte do kit do mês da TAG Curadoria e sua organização é assinada por Alice Sant’Anna, poeta e editora que fez a curadoria da obra enviada na caixinha. O livro indicado por ela foi Nada, da escritora espanhola Carmen Laforet, história narrada por uma jovem órfã que se muda para Barcelona para iniciar um curso de Letras na universidade local. O cenário que a protagonista encontra logo após a Guerra Civil Espanhola, entretanto, é desolador.

Complementando a leitura de Nada, Rua Aribau reúne os versos de quinze poetas brasileiras contemporâneas às ilustrações de quinze artistas. Às escritoras, foi dado o desafio de escolherem, dentro da própria lavra, poemas que tratassem dos temas de adaptação, viagem, decadência, solidão e inadequação, eixos centrais do livro de Carmen Laforet. O projeto foi inteiramente composto por profissionais mulheres: escritoras, jornalistas, artistas, designers e ilustradoras.

O livro foi impresso com tiragem de 28 mil exemplares na Geográfica, onde gravamos algumas partes do processo de impressão e acabamento do livro:

Lá vão os exemplares de Rua Aribau!

A colagem de todas as capas foi feita à mão. Já imaginou?

Espia só o resultado final:

O que você achou de Rua Aribau?

2 comments

Sasha 7 de dezembro de 2018 Responder

Eu ameeeei a coletânea, me conectei bastante com alguns dos poemas e também com algumas ilustrações!

Faltou vocês contarem um pouco sobre como foi o processo com as ilustradoras rs eu fiquei curiosa… As artes são inéditas? Ou elas escolheram com base nos temas? Ou com base nos próprios poemas??

    TAG - Experiências Literárias 3 dias ago Responder

    Oi, Sasha! Ficamos muito felizes em saber que você gostou de “Rua Aribau” <3 Algumas artes são inéditas, feitas especialmente para acompanhar o poema com que fazem par. Outras, entretanto, foram escolhidas a dedo entre ilustrações que já existiam no portfolio das artistas, também com base nos poemas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*