Entrevistas / A vendedora de livros, de Cynthia Swanson / TAG Inéditos

Entrevista: conheça Cynthia Swanson, escritora por trás de “A vendedora de livros”

Edição de "A vendedora de livros" enviada na caixinha TAG Inéditos Edição de "A vendedora de livros" enviada na caixinha TAG Inéditos Share this post

A americana Cynthia Swanson é a autora do livro de junho da TAG Inéditos. Neste mês, os taggers receberam o romance de estreia da escritora, A vendedora de livros, que chegou à lista dos mais vendidos do New York Times em 2015.

Cynthia Swanson
Cynthia Swanson

Cynthia nos concedeu, por e-mail, uma entrevista falando um pouco sobre sua carreira e o universo criado em A vendedora de livros. Confira:

TAG Como você recebeu a notícia de que seu primeiro livro chegou à lista de mais vendidos do New York Times?

Cynthia Foi uma honra! Fiquei muito feliz de ver tantos leitores conectados à história de A vendedora de livros.

TAG O que lhe inspirou a escrever A vendedora de livros? Mesmo sendo um livro de ficção, há aspectos de sua vida pessoal na história?

Cynthia A história surgiu de um momento pessoal – de um episódio em que, mesmo que por apenas alguns segundos, tive dúvidas de que pertencia à minha própria vida. Aquele momento passou, mas me deixou pensando sobre uma personagem que tivesse essas dúvidas de forma contínua. O que faria alguém começar a pensar desse modo? Essa foi a semente da história, que cresceu a partir disso.

TAG Você chegou a estudar Arquitetura na faculdade, mas formou-se em Inglês, trabalhando como redatora por muitos anos. Quando você descobriu que queria escrever ficção? Como foi o processo de tornar-se escritora?

Cynthia Escrevo ficção desde criança. Como você menciona, eu saí um pouco do caminho para estudar Arquitetura na faculdade porque amo design. Mas também fiz disciplinas eletivas de escrita criativa e, depois de dois anos, decidi seguir minha paixão e me formar em Inglês. Fui freelancer por muitos anos, sempre escrevendo ficção paralelamente. Foi um processo longo – mais de duas décadas entre minha formatura na faculdade e a publicação – antes do lançamento de A vendedora de livros, em 2015.

TAG A vendedora de livros se passa e faz muitas referências à década de 1960, tendo moda, estilo e arquitetura presentes na história. Por que a escolha dessa década como pano de fundo da história? Você parece gostar muito de arquitetura estilo Mid Century.

Cynthia Em seu primeiro rascunho, A vendedora de livros se passava no presente. Mas, pela história se basear em um momento perdido – algo que não ocorreria quando todos temos celulares e computadores –, percebi que o tempo presente não funcionaria. Mover a janela de tempo para o início dos anos 1960 foi uma escolha lógica: música, roupas, carros, arquitetura. Vivo em uma casa estilo Mid Century, e muito da inspiração para o design em A vendedora de livros vem de minha própria casa.

TAG Para escrever A vendedora de livros, supomos que você tenha pesquisado muito sobre Denver, cidade onde o livro se passa e que é também onde você vive. Como foi ler sobre sua cidade?

Cynthia Eu vivo em Denver há quase 20 anos, então conheço bem a cidade. Foi muito divertido pesquisar sobre a cidade nos anos 1960. Passei muito tempo na biblioteca olhando microfilmes, mapas antigos e fotos. Também dirigi e caminhei pelas mesmas ruas que Kitty, tentando imaginá-las como ela as teria visto.

TAG Em suas redes sociais, você posta fotos dos livros que tem lido. Quais são suas obras favoritas? Quais são os autores que lhe influenciam?

Cynthia Meu trabalho é uma mistura de gêneros – suspense literário, ficção histórica, ficção contemporânea. Leio todos os gêneros, mas gosto particularmente de livros nos gêneros que escrevo. Sou muito fã de Liane Moriarty, de Jodi Picoult e de Ann Patchett, entre muitos outros.

TAG Foi anunciado, em maio de 2017, que Julia Roberts fará o papel de Kitty na adaptação cinematográfica de A vendedora de livros. O que você pode nos adiantar sobre o filme?  

Cynthia A última coisa que ouvi foi que um roteirista já está a bordo do projeto e que o roteiro está a caminho. Posto atualizações nas redes sociais (@cynswanauthor no Twitter e no Instagram; Cynthia Swanson Author no Facebook), então me siga por lá!

TAG Milhares de leitores brasileiros receberão uma cópia de A vendedora de livros. O que você gostaria de dizer a eles?

Cynthia Estou honrada de ter tantos leitores no Brasil. Espero que vocês gostem de A vendedora de livros. Meu segundo livro, The glass forest, acaba de sair nos Estados Unidos, e espero que algum dia seja publicado no Brasil, também. Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*