Listas / Matérias / TAG Inéditos

Romances históricos para se aventurar

Share this post

A rede de Alice empolgou os leitores da TAG Inéditos em maio. A ação do livro ocorre entre a Primeira Guerra Mundial e o pós-guerra nazista, e a obra aborda o protagonismo de mulheres, como a lendária espiã Louise de Bettignies, em uma rede de espionagem que realmente aconteceu durante o início do século XX.

O livro do mês pode ser considerado um romance histórico, já que relaciona a realidade com a ficção. Estudiosos indicam que o gênero surgiu com a publicação de Ivanhoé (1820), um clássico sobre cavaleiros, templários e cruzadas. É a obra mais famosa do escritor escocês Walter Scott (1771-1832). No Brasil, um dos primeiros livros do estilo é As minas de prata (1865), de José de Alencar (1829-1877).

A vida, os costumes e as estruturas sociais e culturais da época retratada inspiram a construção dos enredos de livros que seguem essa prosa. Os temas e personagens heroicos também são característicos. Para que o leitor tenha uma experiência de imersão literária, os escritores também amparam sua escrita em documentos oficiais, que ajudam a elaborar uma narrativa verossímil.

Gosta de romances históricos? Então temos algumas dicas de leitura para você:

Outlander: a viajante do tempo (Arqueiro, 2018), de Diana Gabaldon

No final da Segunda Guerra Mundial, Claire Randall viaja com o marido para Inverness em uma espécie de segunda lua de mel. Lá, ela se sente atraída por um antigo círculo de pedras, que a transporta a dois séculos atrás, até uma Escócia violenta e dominada por clãs. Ao conhecer o jovem Jamie, Claire precisará escolher entre permanecer no passado ou retornar ao presente. Um fenômeno mundial, a saga inspirou uma série de TV com atuações de Caitriona Balfe e Sam Heughan.

Suíte francesa (Companhia das Letras, 2006), de Irène Némiroysky

Com o marido na guerra, uma francesa começa um relacionamento com um soldado alemão. Além disso, vive o drama de ter seu filho preso pelos soldados nazistas. Esta história traça um retrato fiel da França durante a ocupação alemã. A autora começou a escrever o livro em 1941, enquanto estava refugiada em um povoado francês. Irène foi presa e levada para Auschwitz, onde morreu antes de ver sua obra publicada – anos depois, o manuscrito foi salvo por suas filhas, inspirando um filme homônimo de 2014.

O mestre e Margarida (Alfaguara, 2010), de Mikhail Bulgákov 

Com uma narrativa quase fantástica e cômica, este livro mostra a chegada do diabo em Moscou no ano de 1930, na época em que os ideais de esquerda fervilhavam na antiga União Soviética. A história começa em uma tarde de primavera, quando Satanás visita o local e encontra diversas pessoas tentando viver um dia após o outro no regime político. Após a visita, um rastro de destruição e loucura assola a cidade – mas, apesar disso, a força do amor se faz presente nesses tempos adversos.

9 comments

Lenice 4 de julho de 2019 Responder

Olá, esses romances históricos, vocês também vão vender?

    TAG - Experiências Literárias 17 de julho de 2019 Responder

    Oi, Lenice! No momento, não temos esses livros à venda na loja 🙁

GIlvane 4 de julho de 2019 Responder

Tenho prazer em ler romances históricos . Nos levar a eras passadas e como um sonho . Devaneios . Períodos do passado para mim soam muitas vezes com magia e muita poesia . E ler sobre histórias passadas me e deveras agradável .

Adriana 6 de julho de 2019 Responder

Estou adorando A rede de Alice, e ja assisti as quatro temporadas de Outlander também! Recomendo!

Genilda 23 de julho de 2019 Responder

Amei esse livro!

Carmen 12 de novembro de 2019 Responder

Como faço para adquirir algum desses livros?

    TAG - Experiências Literárias 18 de novembro de 2019 Responder

    Oi, Carmen! Você encontra a maioria em livrarias físicas ou virtuais. O kit com o livro “A rede de Alice” está disponível na nossa loja virtual (loja.taglivros.com) com exclusividade para os assinantes da TAG.

Cleuton Miranda 18 de janeiro de 2020 Responder

A Rede de Alice está sendo meu livro desse mês de janeiro de 2020, pois quis experimentar a TAG e como eu ADOREEEEEEEI acabo de fazer um Upgrade na assinatura de mensal pra anual na TAG Inéditos, uma pena não ter lido o livro da caixa de Janeiro de 2020. 🙁

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Posts relacionados