Matérias

Jane Austen em 2 minutos

Share this post

Um dos maiores nomes da história da literatura inglesa, Jane Austen criou romances que atravessaram séculos, não pôde assinar um livro por ser mulher, gostava de escrever em segredo e até hoje não se tem certeza de como era seu rosto. Saiba mais sobre Jane Austen em apenas 2 minutos!

Assista ao vídeo:

Qual outro escritor você gostaria de ver nessa série? Deixe nos comentários!

Nascida em 16 de dezembro de 1775 em Steventon, Inglaterra, Jane Austen escolheu a escrita como ferramenta na batalha de tornar as pessoas menos egoístas e mais sensíveis aos sentimentos do outro. 

Era filha de um erudito reverendo, possuidor de vasta biblioteca. Estudiosos teorizam que, justamente por isso, teve uma educação e acesso à cultura muito maiores que as mulheres da época. Ela nunca se casou – mesmo tendo recebido várias propostas – e viveu a maior parte da vida na companhia de sua irmã Cassandra, de quem era muito próxima. 

Incentivada pelo pai desde pequena a ler e escrever, finalizou seis romances: Razão e sensibilidade, Orgulho e preconceito, Mansfield Park, Emma, A abadia de Northanger e Persuasão.

O protagonismo feminino no século XVIII era tão dificultado que, ao publicar seu primeiro livro, ela não pôde assiná-lo. Foi assinado apenas com a indicação “By A Lady”, ou “por uma dama”. Muito tímida, conta-se que em certa época Jane Austen escrevia seus enredos em pequenas folhas de papel, para que pudesse esconder caso alguém aparecesse. Inclusive, teria dado ordens expressas de não consertar uma porta que rangia no seu quarto, de modo que o barulho servisse como “alarme”.

“É uma verdade universalmente conhecida que um homem solteiro, possuidor de boa fortuna, deve estar necessitado de uma esposa”. A frase que abre Orgulho e preconceito está entre as mais famosas da literatura mundial. A obra-prima de Jane Austen foi escrita em 1813 e recebeu aceitação imediata dos críticos e do público. Tendo como plano de fundo a aristocracia rural inglesa do final do século XVIII, Orgulho e preconceito é marcado pela ironia da autora perante a futilidade presente na época e vendeu mais de vinte milhões de exemplares até hoje.

Apesar de seus temas gravitarem em torno do amor, flagramos pouco sentimentalismo em seu estilo: ela estrutura os romances em rápidos e mordazes diálogos entre os personagens. A única imagem que existe da escritora foi pintada por sua irmã Cassandra e, segundo alguns estudiosos, pode não corresponder à figura de Austen. Uma de suas vizinhas a descreveu como “uma pessoa alta, seca e com as maçãs do rosto muito salientes”. O retrato que temos dela não é exatamente assim, mas ainda podemos nos deleitar com seus romances.

4 comments

Cristina Helena 4 de fevereiro de 2020 Responder

Agora gostaria de Castro Alves fosse assim retratado.

Joilda Peixoto de Oliveira 4 de fevereiro de 2020 Responder

Prezados,
Boa Tarde!
Gostei muito da história da Autora abaixo. Ao saber um pouco da sua vida, mim tornei mais ainda a sua fã. Amo suas obras.

Jacqueline Pinheiro 12 de fevereiro de 2020 Responder

Gostei de saber sobre um pouco da vida de Jane Austen e amei os desenhos feito para o video. Parabéns a quem os fez. Sensacional!

Maria Regina Guttier gava 7 de março de 2020 Responder

Parabéns aos meninos/as da TAG. Sempre é bom poder saber mais da vida de nossos escritores preferidos.
Obrigada.
Regina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Posts relacionados