TAG Inéditos

Resenha: A retornada, de Donatella Di Pietrantonio

Share this post

Gostou de A retornada, de Donatella Di Pietrantonio? Veja a resenha da Duda Menezes:

8 comments

Bruna 18 de março de 2019 Responder

Sim a última parte me arrepiou também, chorei!!!

tathyane ferr 7 de abril de 2019 Responder

Ola,quando a retornada estará disponível para venda?
Adorei a resenha,procurei mas não achei para comprar
Obrigada

    TAG - Experiências Literárias 8 de abril de 2019 Responder

    Oi, Tathyane! O kit já está disponível para a venda na nossa loja virtual. Lembrando que a compra de kits passados é exclusiva para assinantes da TAG 🙂

Adriana 18 de abril de 2019 Responder

Livro envolvente do começo ao fim! Delícia de ler e com uma história que nos faz devorar o livro em um dia! Pra quem emprestei também teve a mesma sensação! Curiosa para ler outras obras da escritora! E o melhor da Tag é nos presentear com leituras que não estão nos circuitos literários e que não encontramos nas livrarias!

Vanessa Lima 9 de maio de 2019 Responder

Eu chorei muito! Os conflitos, os anseios, os personagens… tudo tão próximo e tão distante ao mesmo tempo.
Eu fiquei estarrecida de chegar ao fim do livro, ter me tornado intima da personagem principal, e não saber seu nome, achei isso mágico.
Os pequenos vislumbres do futuro me deixaram otimista, gostei muito.

    TAG - Experiências Literárias 13 de maio de 2019 Responder

    Oi, Vanessa! Ficamos felizes em saber que acertamos em cheio na escolha <3

Matosinhos 24 de maio de 2019 Responder

Estou no finalzinho. Comecei com os 7 maridos de Evelin mas, quando o Retornada chegou, suspendi temporariamente a leitura e fui logo para a Retornada.
Um livro de “respeito”. Embora muito leve, conta uma historia muito fascinante.

Daniela Scheifler 7 de junho de 2019 Responder

Oi, também amei o livro. Entendi que a relação entre a personagem e Vincenzo mostra que somente traços sanguíneos apresentados de uma hora pra outra n são capazes de criar um vínculo entre irmãos. No caso o vínculo ali se deu, mas com muita libido envolvida. O fato de Vincenzo ter morrido meio que soluciona o problema do incesto. Estou lendo um outro livro dela, Mia madre è un fiume, no qual a relação entre mãe e filha é bem mais aprofundada. Mas ainda n tem tradução para o português, estou lendo em italiano. Fica a dica pra Tag. Adorei a resenha tb. Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Posts relacionados