Listas / Eu sei por que o pássaro canta na gaiola, de Maya Angelou

11 curiosidades sobre Maya Angelou

Maya Angelou Share this post

A vida da escritora norte-americana Maya Angelou foi multifacetada. Para além de sua influência na arte e na luta contra o racismo, conheça alguns outros fatos notáveis sobre a autora de Eu sei por que o pássaro canta na gaiola:

1 – Durante os anos 1990, Maya escreveu diversos livros para crianças, incluindo A vida não me assusta (1993), que recebeu ilustrações do artista Jean-Michel Basquiat.

2 – Em 1957, Maya lançou seu primeiro e único álbum de música: Miss calypso.

3 – Nos anos 1980, porém, ela voltaria à musica: com Roberta Flack, escreveu a canção And so it goes. Angelou também fez colaborações com os artistas de R&B Ashford & Simpson para o álbum Been Found, responsáveis por colocar o nome da artista por três vezes nas listas da Billboard. Em 2007, ela e o jazzista Wynton Marsalis fizeram uma colaboração chamada Music, deep rivers in my soul, que traça a história da música afro americana.

4 – Maya ganhou cinco Grammy’s, foi indicada a um Emmy e recebeu vários prêmios por sua atuação em diversos campos da arte. Influenciou, também, diversos músicos e cantores como Steven Tyler, Fiona Apple e Kanye West.

5 – A partir de Eu sei porque o pássaro canta na gaiola, Maya Angelou fez repetidamente o mesmo ritual de escrita: ia para um hotel pela manhã e alugava um quarto no qual os funcionários eram instruídos a removerem os quadros da parede. Ela, então, escrevia deitada na cama, com uma garrafa de xerez, um baralho de cartas para jogar Solitário, o dicionário de sinônimos Roget’s Thesaurus e a Bíblia, e iria embora somente ao fim do dia.

6 – Apesar da repercussão positiva, Eu sei por que o pássaro canta na gaiola também foi criticado por muitos pais, o que levou a seu banimento, no anos 1980, das escolas americanas. A obra chegou a ser considerada uma das dez mais frequentemente banidas das salas de aula e bibliotecas dos Estados Unidos

7 – O título da obra do mês é inspirado neste trecho do poema de Paul Laurence Dunbar:

I know why the caged bird sings, ah me,

When his wing is bruised and his bosom sore,

When he beats his bars and would be free;

It is not a carol of joy or glee,

But a prayer that he sends from his heart’s deep core,

But a plea, that upward to Heaven he flings –

I know why the caged bird sings!

8 – Dunbar, aliás, é creditado por Maya como inspiração para sua carreira de escritora – ao lado de Shakespeare.

9 – Além do inglês, Maya falava outras cinco línguas: francês, espanhol, hebraico, italiano e fanti (uma das línguas de Gana).

10 – Celebridades de todos os campos artísticos costumavam ir à casa de Maya para pedir conselhos. Em uma entrevista em 2013, comentou que nomes como Richard Pryor, Dave Chappelle e Chris Rock já a haviam visitado e foram recebidos por ela como suas “crianças”.

11 – Se você quiser saber mais sobre Maya, há no Netflix um documentário especial sobre a autora: Maya Angelou – e ainda resisto (2016), de Bob Hercules e Rita Coburn Whack.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*